Como ter um feed legal no Instagram (ATUALIZADO)

mais uma das fotos nada-a-ver-emo-gotica-para-ilustrar-posts
Oi gente, hoje eu vim com uma proposta de post diferente; eu decidi atualizar um dos posts mais famosos do blog (veja o original aqui) e eu decidi fazer isso, levando em consideração alguns fatos como; 1. esse post é um dos mais acessados do blog, 2. ele tá meio errado (*risos*) e 3. o post tá rendendo bastante até agora. Enfim, voltando pra ideia inicial do post, hoje vou dar algumas dicas pra manter um feed legal no Instagram (aliás, me segue lá: @lifesucxxs).

OH WAIT, MAS QUAL A DIFERENÇA ENTRE UM PERFIL NORMAL E UM FEED?

A diferença é que um feed é mais voltado pra parte visual da coisa, se importando bastante com o fato das fotos combinarem ou não, o uso dos filtros e outras coisas, basicamente.

Mas sem mais enrolações, aqui estão algumas dicas:


  • DEFINA SEU ESTILO DE FEED
Existem vários tipos de feed (minimalista, apenas com fotos de pessoas, etc), e todo o trabalho é facilitado quando você já sabe como você vai ter que organizar e editar suas fotos. O jeito mais fácil de decidir o seu estilo de feed é abaixando o volume da tv e me escutando pelo telefone escolhendo uma cor que você gosta e começar a tirar fotos com o máximo dessa cor.

  • ESCOLHA UM FILTRO
Se você está fazendo um feed apenas por diversão, existem vários apps com filtros de graça maravilhosos (VSCO, Snapseed e Pomelo) e outros pagos, mas que valem totalmente o seu preço (Afterlight, filtros adicionais do VSCO). Escolher um filtro é uma parte muito importante, pois você usará ele por um bom tempo. Tenta achar um filtro que valorize as cores das sua fotos, ou até mesmo um preto e branco bem poderoso.

  • POSTE REGULARMENTE
Eu não sei vocês, mas eu odeio aqueles perfis em que a última foto foi postada há 382917474 semanas atrás. Ok, nem todo mundo tem tempo de ficar postando, mas se você quiser ter um feed de sucesso você vai ter que arranjar um tempo pra postar pelo menos uma foto por dia. 

Testando o macro improvisado








Todas as fotos foram editadas com o VSCO FILM 06 no Lightroom 5.

WISHLIST DE JULHO


Oi gente, como já fazia um tempinho que eu não postava nada aqui, decidi fazer uma wishlist básica pro mês de julho. Dessa vez eu escolhi algumas coisinhas que eu tô ~desejando malignamente~ já faz um tempo.

  • Zenfone 5 (preto, branco ou dourado, eis a questão), cerca de R$739,00
  • The Complete Works of William Shakespeare, cerca de R$69,90
  • Box da série Uglies, cerca de R$99,90
  • Kit Biblioteca de Hogwarts, cerca de R$39,90


A casa torta, Agatha Christie




Oi gente, dessa vez eu resolvi abrir os posts dessa nova "era" blog com uma resenha, sem introdução, como eu sempre fiz, então torçam para que eu não esteja enferrujado para isso. Indo direto ao assunto do post: hoje vou resenhar um livro que é de um estilo totalmente diferente do que eu estou acostumado, um mistério/romance/policial(?), eu já queria começar a ler livros desse tipo há muito tempo atrás, então decidi iniciar pela autora mais famosa desse tipo literário: Agatha Christie, e o livro escolhido foi “A casa torta”.


Em A casa torta, o crime da vez é o assassinato do milionário, já idoso, Aristide Leonides, dono de uma casa enorme, mas desproporcional e torta. Aristide também tinha uma família enorme, onde amava e era amado por (quase) todos. Vítima de envenenamento, Aristide gera um mistério e torno da própria morte, onde a pergunta principal é: Quem poderia ter envenenado uma pessoa tão querida? Neste caso policial, todos ao redor são suspeitos, mas o culpado é quem o leitor menos espera.


Eu realmente gostei desse livro, no começo eu fiquei um pouco apreensivo, cheguei até a desistir temporariamente dele, mas retomando depois de um tempo. Confesso que se apeguei a muitos personagens durante a leitura, alguns deles sendo: Josephine, Brenda e Laurence. Fiquei muito surpreso com o final, mas realmente gostei de absolutamente todas as páginas dele, sem exceção, e tenho vontade de ler ele novamente sem pensar duas vezes.


A minha edição é bem antiga, de capa dura preta e uma ilustração simples na capa, achei em um sebo perto de casa por 10 reais e ~pasmem~ lá tem quase todos os livros da autora (ou pelo menos os mais famosos) nessa mesma edição, então não perdi tempo, quando terminei esse livro e percebi que
 adorei, voltei lá e comprei outro, dessa vez “Um gato entre os pombos”, mas ainda não li.


EDITORA NOVA FRONTEIRA  // 238 PÁGINAS // ISBN: 85-01-15530-6

Wishlist de Fevereiro


DVD American Horror Story: Freak Show;
DVD American Horror Story: Coven;
DVD American Horror Story: Asylum;
DVD American Horror Story: Murder House;
Case branca básica;
Suculenta echeveria;
Mini cacto redondo;
CD Prism, by Katy Perry;
Livro Carta de Amor aos Mortos, da Ava Dellaira.



Filmes da semana #2



  • Snow White and The Huntsman

só coloquei essa foto porquê essa cena é %%%%%

Essa provavelmente é a minha adaptação favorita de Branca de Neve por causa de todos os aspectos, elenco (Charlize Theron, Kristen Stewart, Sam Claflin, Chris Hemsworth, etc etc), os cenários e tudo mais. Essa parte do post vai ficar muito vaga porquê não tem muito o que falar sé sentir, só assistindo mesmo pra entender porquê ele é incrível.
  • Still Alice

Esse é um dos melhores filmes que eu já assisti, sério, QUE FILME. Se eu não me engano ele vai concorrer ao Oscar com a Julianne para Melhor Atriz, e eu acho é pouco, devia ganhar o prêmio de dona do mundo, rainha né mores? (Com Julianne Moore e Kristen Stewart)Leia a sinopse aqui.

  • Now is Good

Eu acho que eu era a única pessoa na face da terra que nunca tinha assistido esse filme, então numa tarde de muito tédio eu decidi assistir ele porquê me interessei pelo elenco. Esse é o melhor filme sobre câncer que eu já assisti (sorry, tfios) simplesmente porque a Tessa é uma personagem incrível (ela ia dar super bem com a Hazel, mas enfim). Se você for assistir, prepare um balde os lenços. (com Dakota Fanning, Jeremy Irvine e Kaya Scodelario) Leia a sinopse aqui.